quinta-feira, outubro 08, 2009

Aqui se faz, aqui se paga

- Aqui se faz, aqui se paga. O que plantamos, colhemos. É nisso que acredito.
- Menelau, você tem 80 anos. Casou com uma mulher a quem não amava, porque era de família rica. Deu o golpe do baú e depois de alguns anos assumiu a empresa da família enganando os babacas dos seus cunhados. As melhores mulheres você comeu. Rico, boa pinta, papo escorregadio, não é de se estranhar que tenha sido assim. Foi um péssimo pai pros seus três filhos. Surpreendentemente, todos o veneram. Nunca lhe causaram problemas. Sua mulher, com toda galhada que carrega, jamais lhe foi infiel. Quando, Menelau, você vai começar a pagar o que fez? O que você plantou, um dia vai colher?
- Duque, você e sua moral burguesa. Nada faltou, a vida toda, nem à minha mulher nem a meus filhos.
- O dinheiro era dela. Você roubou seus cunhados, seu sogro, se apropriou do que era deles. É péssimo patrão. Paga mal, explora seus empregados. Arrogante, desprezível, perverso. Segundo suas crenças, quando você vai começar a pagar todo o mal que fez?
- Duque, você está extrapolando. Dirija e cale-se.
- Há 40 anos sou seu motorista. Todas as vezes que o rádio fala em algum meliantezinho de merda morto pela polícia, você, seu escroto, repete a mesma frase: “Aqui se faz, aqui se paga”. Porra nenhuma, você nunca pagou nada. Quantas vezes o ouvi se vangloriar de ter destruído alguém, se gabar de ter comido uma garotinha oferecendo um qualquer prum pai mais filho da puta do que você...
- Pare esse carro, você está demitido.
- Menelau, eu queria ter coragem pra enfiar esse carro num paredão, mas quase que certamente você sairia incólume. Gente como você faz o que quer. Planta merda e colhe ouro. Dirija essa merda. Fico por aqui. Não aguento mais ouvi-lo dizer: “Aqui se faz, aqui se paga”. Estou a ponto de lhe dar um tiro nos cornos.

Um comentário:

belchior disse...

rsrsrsrsssss... eu também gostaria de acreditar na lei da causa e efeito. rsrsrsrss...ahh, como eu gostaria.