terça-feira, agosto 11, 2009

TROGLODITA

A palavra está na modinha. Usá-la-ei.
Tenho uma cisma que entendo ser geracional. Ó, bacana. Geracional. Mas, vamulá.
Não leio jornal eletrônico. Quando muito, dou uma olhadinha rápida neles e nos sítios de notícia.
Muito raramente, baixo músicas pro tocador de mp3. Dos meus CDs passo pros mão-na-roda.
Livro eletrônico (e-book em nosso idioma pátrio), sei não... Sou troglodita, mas reconheço que seria um conforto ter minhas centenas de livros em um Kindle, por exemplo.
Já pensei, mais de uma vez, em, no futuro, comprar um, quando a Amazon puser textos em português à disposição no Kindle (confesso, sou monoglota e não monogloto em inglês0.
Mas, maldição!, essa minha mania de ler jornal de papel todo santo dia me fez dar de cara com uma nota na Folha de S.Paulo. Dizia lá que problemas autorais com 1984, de Geoge Orwell, fizeram com que a Amazon, zelosa mamãe do Kindle, retirasse a obra dos aparelhos de seus clientes. Não comunicou a ninguém. Deu uma compensação e tirou o livro de quem já o havia baixado para seus Kindles. Eu, besta quadrada assumida, nem sabia ser isso possível, mas é. Os livros que a Amazon transfere para o Kindle não são de quem os compra e podem ser trocados a qualquer momento.
Nem todo livro que compro, leio. Alguns, não leio jamais. Outros, depois de comer poeira por vários anos, sabe-se lá por que, despertam minha curiosidade. Tiro-o da estante, dou uma geral e leio. Isso já ocorreu dezenas de vezes.
O Kindle, depois desse incidente, jamais será comprado por mim. Sigo com meus bons livros de papel, que, sendo bem cuidados, duram uma existência.
Aqui na terrinha, uma coisa sei que não acontecerá com eles: serem roubados. Já com o moderninho Kindle, pode ser que um belo dia a Amazon cisme de trocar seu exemplar de Marca humana por Veronika deve morrer. E você vai reclamar com quem?

2 comentários:

Hanna disse...

Adorei! Belo texto. Mas que negócio é esse de Kinder? Não sei do que se trata... e olhe que sou bem mais jovem que você...rsrsr. Beijo.

belchior disse...

Tu tá muito avançadinho, cupadi... Kinder, pra mim, ainda é chocolate pra comer de cara feia.